Club de
Guimarânia

Festa do Rosário 2018

Participação do Rotary Club de Guimarânia na grandiosa e tradicional festa do rosário em Guimarânia. Os recursos arrecadados serão destinados aos programas e projetos desenvolvidos pelo club no município.

Postado em 21 de Outubro de 2018

Campanha: sua meta nosso sucesso.

No último dia 15 maio, mais de 250 clubes brasileiros finalizaram a inserção de metas 2020-21 no Rotary Club Central e foram reconhecidos com um certificado emitido pelo RI Brazil Office. Como deve saber, as metas são o planejamento do sucesso do clube! Por isso, incentivamos que discutam quais ações e conquistas planejam para o novo ano rotário que se inicia em 1 de julho e Insira as metas 2020-21 o quanto antes. As metas para o ano entrante foram simplificadas e centralizadas no Rotary Club Central. É fácil e rápido! Materiais de referência: Guia de Planejamento Estratégico e o Rotary Club Central. Bom trabalho!

Postado em 22 de Maio de 2020

Como apoiar os estudantes do Intercâmbio de Jovens durante a pandemia de covid-19

Pelos funcionários do departamento de Intercâmbio de Jovens e de Proteção a Jovens do Rotary International Enquanto o mundo enfrenta desafios extraordinários em meio à pandemia do coronavírus, os participantes do Intercâmbio de Jovens do Rotary também estão enfrentando desafios inusitados. O Rotary International está trabalhando com líderes de clubes e distritos para assegurar que a saúde e a segurança dos estudantes continuem sendo a maior prioridade, quer eles permaneçam no país anfitrião ou retornem para casa. Prezar pela segurança dos estudantes inclui oferecer apoio emocional àqueles que estão passando por uma experiência bem diferente do que esperavam. Para ajudar as pessoas envolvidas no programa, pedimos para dois líderes do Intercâmbio de Jovens compartilhar as melhores maneiras de apoiar os intercambistas durante esses tempos inusitados. Tom Overbaugh, ex-governador do Distrito 7170, conta que, ao optar por mandar os estudantes de volta para casa antecipadamente, o distrito chegou à conclusão de que também precisava oferecer apoio emocional, pois alguns jovens estavam com medo da viagem ou da quarentena. Ele compartilhou os conselhos que recebeu da dirigente de Intercâmbio de Jovens do seu distrito, Michele Hughes: Siga os conselhos do governo local e autoridades da saúde. Muitos alunos que voltarem para casa terão que ficar de quarentena (possivelmente isolados até de suas famílias) por um período de 14 dias. Este pode ser o maior desafio, já que, depois de um longo período de separação, os familiares querem ficar fisicamente próximos uns dos outros, e não socialmente distantes. No entanto, é importante reconhecer o potencial de exposição ao vírus, e seguir os conselhos do governo local e especialistas em saúde. Rematricule o estudante em sua escola local. Os pais dos intercambistas que voltarem para casa antecipadamente devem entrar em contato com seu distrito escolar para perguntar sobre a possibilidade de matriculá-los em cursos semestrais. A participação nas aulas dá aos jovens algo importante em que se concentrar, em vez de se preocupar com o retorno antecipado do intercâmbio. Fale com o estudante sobre sua experiência de intercâmbio. Depois que voltarem para casa, os intercambistas devem participar de uma sessão em grupo organizada pela Comissão Distrital de Intercâmbio de Jovens. Além de dar aos jovens a oportunidade de ouvir e compartilhar experiências e apoiar uns aos outros, a reunião fornece à comissão informações valiosas sobre como eles se sentem. Determine o tipo de apoio que os estudantes precisam. Nem todos os estudantes precisam do mesmo tipo de apoio emocional. Alguns se sentem mais à vontade falando com conselheiros escolares, enquanto que outros gostam de responder perguntas sobre sua experiência no intercâmbio. Pat Carson, coordenadora de estudantes outbound do Distrito 5080, compartilhou os seguintes conselhos: Preze pela saúde mental – A Comissão de Intercâmbio de Jovens do nosso distrito tem um conselheiro de saúde mental que contata cada estudante que volta para casa mais cedo para oferecer apoio. Esta assistência é muito importante, especialmente durante a atual crise de covid-19. Contate os estudantes após o intercâmbio – Contatamos todos os estudantes que retornaram para casa antecipadamente por meio de videoconferência para que possam compartilhar o que estão vivenciando e apoiar uns aos outros. Adapte-se à nova situação – É importante oferecer apoio às famílias anfitriãs e estudantes que ainda estão sendo hospedados em nosso distrito. Como os intercambistas não podem mais participar de reuniões presenciais, nós usamos as videoconferências para nos comunicarmos com eles. Embora este não seja o intercâmbio para o qual eles se inscreveram, após falar com as famílias e considerar todas as informações fornecidas pelo governo e autoridades da saúde, os pais de alguns dos nossos estudantes inbound decidiram deixar seus filhos continuar o intercâmbio e permanecer onde estão. Apoie as famílias anfitriãs – Diante da atual situação, é mais importante do que nunca apoiar as famílias anfitriãs. Como exemplo, eu estou hospedando um estudante que se mudou para nossa casa uma semana antes do distanciamento social ser colocado em prática. Como no momento não há atividades escolares ou sociais, estamos encontrando novas maneiras de nos manter engajados, seja praticando o idioma ou falando com amigos e familiares on-line. Muitas outras famílias anfitriãs podem estar vivenciando circunstâncias similares, portanto, não deixe de contatá-las regularmente.

Postado em 19 de Maio de 2020

Rotary: brasileiros se destacam no combate à Covid-19

Os membros do Rotary no Brasil vêm se destacando nas ações de combate à pandemia de coronavírus. Dos mais de 150 projetos aprovados para utilização do Fundo para Assistência em Casos de Desastres pela Fundação Rotária no mundo, o Brasil é o terceiro país com maior número de projetos aprovados até o momento, atrás apenas da Índia e dos Estados Unidos. Até o dia 20 de abril, o Brasil teve 20 projetos aprovados para utilização do fundo de desastres para a compra de equipamentos de combate à Covid-19, além de suprimentos para pessoas carentes. Com a falta de equipamentos de proteção individual (EPIs) para os profissionais de saúde nos hospitais, os projetos dos Rotary clubs se concentram na compra de materiais como luvas e máscaras cirúrgicas, face Shields (protetores faciais de plástico), materiais de higiene e outros itens necessários aos cuidados de médicos, enfermeiros e pacientes. Como destaca Mário César de Camargo, diretor do Rotary International, a pandemia mostrou a rápida capacidade de reação dos membros da organização no Brasil. “Quando surgiu a oportunidade, eles imediatamente se engajaram e, como a outorga do subsídio é na base do primeiro que chega é o primeiro que é servido, eles se colocaram bem na lista, e tiveram 20 dos 159 projetos que foram aprovados no mundo”, aponta.  Hipólito Ferreira, curador da Fundação Rotária, explica como a entidade modificou seus critérios e procedimentos para que os membros do Rotary de todo o mundo pudessem desenvolver e implementar projetos de combate à pandemia. “Quando se falava em assistência a desastres, se falava em tsunami, em excesso de chuvas, em coisas que fossem realmente destruidoras a partir do meio ambiente. E agora, a grande flexibilização foi determinar que a doença pode ser considerada também um desastre”, explica. Para possibilitar a implementação dos projetos, alguns processos foram modificados dentro da Fundação Rotária, como a dispensa da necessidade de fundos vindos de um parceiro internacional, e a possibilidade da utilização do Fundo Distrital de Utilização Controlada (FDUC) também para os projetos voltados à Covid-19. “O fundo de auxílio a desastres tem um procedimento que é praticamente aprovação default (padrão). A pessoa pediu dinheiro, ela recebe. A Fundação Rotária confia que o distrito* vá fazer uma aplicação devida desse dinheiro”, diz Mário César. “A Fundação Rotária, ao flexibilizar as regras, tornou tudo muito fácil”, avalia Hipólito. Até o momento, a Fundação Rotária já disponibilizou US$ 4 milhões para a realização de projetos de combate ao coronavírus no mundo, utilizando o Fundo para Assistência em Casos de Desastres. Cada projeto pode receber até US$25 mil para sua implementação. Com a alta cotação do dólar no Brasil, os projetos aqui realizados têm recebido uma média de R$ 127.500 cada. No total, os projetos realizados aqui com a utilização deste fundo já receberam cerca de US$ 500 mil ou R$ 2,55 milhões. Além dos projetos que utilizam o fundo de desastres, alguns distritos* também estão desenvolvendo projetos com a utilização de subsídios globais (que apoiam atividades internacionais maiores), também para a compra de EPIs, envolvendo valores de US$ 30 mil a US$ 52 mil cada. No total, a Fundação Rotária já disponibilizou mais de US$ 7,20 milhões para utilização em projetos de subsídios globais no mundo. Entre os projetos realizados no país, Mário César destaca o do distrito* 4420, que inclui a compra de oxímetros para hospitais do estado de São Paulo. O aparelho mede o nível de oxigenação na corrente sanguínea do paciente, alertando os médicos quando esse nível está abaixo do ideal. Hipólito aponta outra iniciativa de impacto, como a do distrito* 4760, que possibilita a compra de equipamentos de segurança para 26 hospitais em 22 cidades do estado de Minas Gerais, além da utilização da verba de sua conferência distrital em um projeto de subsídio global também para o combate ao coronavírus. Vale lembrar que, além das iniciativas realizadas com os fundos da Fundação Rotária, centenas de Rotary clubs de todo o Brasil têm se mobilizado diariamente com suas próprias verbas para a confecção e distribuição de equipamentos de proteção individual, cestas básicas e kits de higiene em um esforço conjunto para combater a propagação da doença do país. *Para quem não conhece a estrutura do Rotary International, regionalmente, os Rotary clubs são agrupados em distritos. Fonte: Blog Vozes do Rotary (leia a publicação original em https://rotaryblogpt.wordpress.com/2020/05/04/rotary-brasileiros-se-destacam-no-combate-a-covid-19/#more-2151)

Postado em 13 de Maio de 2020

TREINAMENTO DA FERRAMENTA ZOOM NO DISTRITO 4770

Mais de 120 rotarianos, Rotaractianos, Interactianos e damas da Casa da Amizade do Distrito 4770 comemoraram o Dia do Trabalho se capacitando na ferramenta ZOOM para fortalecer e ampliar as reuniões virtuais e eventos no distrito. Além disso, já estão se preparando para a 1a. Conferência Virtual da Gratidão-Ano Rotário 2019/20!

Postado em 01 de Maio de 2020

Ver todos

Rotary em Ação contra o COVID19

Em continuidade às ações desenvolvidas pelo Distrito 4770, representados pela Governadora Eliana Moraes, os Clubes do Rotary em Uberaba, na figura dos seus representantes e presidentes, entregaram no dia 08 de maio de 2020 à comunidade uberabense, por intermédio do IFTM (Instituto Federal do Triãngulo Mineiro) Campus Parque Tecnológico, mais um aliado contra o COVID-19. Representando o Rotary Club de Uberaba Santa Rosa, o Presidente Edmur Teodoro Leite, compareceu na entrega de um impressoa 3D, que será utilizada na produção de máscaras de proteção facial para os agentes de saúde.  A Máscara Protetora Facial Face Shield é um equipamento de proteção individual extremamente seguro, evita o contato com gotículas, salivas e fluídos nasais que possam atingir o rosto, nariz, a boca e os olhos. Previne contágio contra vírus, bactérias e outras contaminações. Oferece proteção e conforto, aliados a um design moderno e clean, que protege todo rosto do usuário e permite conversar de forma clara sem ruídos no som da voz. Indicada para profissionais da saúde, como médicos, enfermeiros, dentistas, veterinários, esteticistas e outros que trabalham em contato com pessoas tanto em hospitais, clínicas, unidades de saúde, ou mesmo atendentes que precisam fazer uso de EPI para proteção individual. Por ser fabricada em PVC transparente a Máscara Protetora Facial Face Shield pode ser facilmente higienizada, o usuário pode desinfectá-la com álcool 70% ou água e sabão neutro, por isso seu uso não é limitado, poderá sempre higienizar e reutilizar sem preocupações. Sendo assim, esperamos ter contribuído mais uma vez com a sociedade nessa "batalha" contra o Corona Vírus. Agradecendo sempre a parceria de todos Clubes de serviço da cidade e o apoio do Distrito.

Em 21/05/2020 por Rotary Club de Uberaba - Santa Rosa

Em Uberaba ,ROTARY, LIONS e Maçonaria distribuem cestas básicas

O  ROTARY, LIONS e MAÇONARIA estão adquirindo e distribuindo três mil cestas básicas a famílias carentes em Uberaba. A ação está ocorrendo agora neste mês de maio com recursos disponibilizados pela Fundação Banco do Brasil tendo como foco famílias com vulnerabilidade social, já inscritas no BPC (Benefício de Prestação Continuada). A Fundação Banco do Brasil viabilizou a ação com os apoios do BB SEGUROS, BANCO BV e BANCO DO BRASIL. “Os clubes de Rotary, Lions e a Maçonaria em Uberaba foram incluídos em um grande projeto nacional da Fundação Banco do Brasil. Cabe a nós adquirir no comércio local as cestas básicas e distribuí-las com nossos voluntários, numa grande rede de solidariedade voltada a famílias que ficaram ainda mais fragilizadas com a pandemia”, relata a presidente do Rotary Club de Uberaba Portal do Cerrado, Silvânia Correia Veloso. Voluntários dos sete clubes de Rotary de Uberaba estão engajados e em ação, bem como os clubes de Lions e Lojas Maçônicas. A união destas instituições em Uberaba se faz presente também na ação CHAVE DO BEM que em 2018 sorteou um veículo beneficiando várias entidades de Uberaba. Agora em 2020, o sorteio ocorrerá dias 22 e 23 de agosto, das 10h às 18h no Parque Fernando Costa. Um total de 1.500 chaves está sendo comercializado a R$ 100,00 cada. Uma delas liga o motor do Novo ônix 0 km.  

Em 21/05/2020 por Rotary Club de Uberaba-Portal do Cerrado

PROTETORES FACIAIS À SECRETARIA DA SAÚDE

  Hoje o Rotary Club Rio Verde fez a doação de 250 protetores faciais para a Secretaria Municipal de Saúde, que recebemos da empresa Dello, através do RC Goiânia Rio Araguaia. A Secretário da Saúde Eduardo Ribeiro agradece a DELLO e ao RoC de Rio Verde 5 de Agosto.

Em 20/05/2020 por Rotary Club de Rio Verde-5 de Agosto

Rotary em ação Contra o COVID 19

E com muito empenho, determinação e união, os Clubes de Rotarys do Distrito 4770, em questão da nossa cidade de Uberaba,MG estão desenvolvendo Projetos incansáveis nessa luta contra o corona vírus. Os sete clubes com o apoio da Governadora Distrital Eliana Moraes e da GA Núbia Aves, conseguiram um repasse financeiro a ser revertido em insumos e materiais que hoje, 20 de maio de 2020 foram entregues. O Valor de R$17.490,97 (dezessete mil quatrocentos e noventa reais e noventa e sete centavos) reveretidos em vários itens de EPI's foi oriundo do Fundo de Reserva, que é constituído, atualmente, pelo repasse de 8% do total arrecadado do Fundo Distrital, recolhido em 12 meses.  As instituições beneficiadas nesse momento em nosso município foram: Fundação de Ensino e Pesquisa de Uberaba (FUNEPU), que hoje gere a saúde nas duas UPAS (Mirante e São Benedito). Sociedade Educacional Uberabense (Hospital Regional José Alencar). Associação de Combate ao Câncer do Brasil Central (Hopital Hélio Angotti). Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberaba (UFTM). Assim sendo, nós do Rotary Club de Uberaba Santa Rosa, presidido nesse ano Rotário por Edmur Teodoro Leite, gostariamos de agradecer a parceria firmada juntamente com os demais Clubes em prol da sociedade que tanto anseia e necessita dessa contribuição. Esperançosos, confiamos e trabalheremos até vencermos juntos essa crise. 

Em 20/05/2020 por Rotary Club de Uberaba - Santa Rosa

Campanha do Rotary faz doação para o Hospital de Câncer Araújo Jorge

Em mais uma iniciativa da campanha “Todos contra o COVID-19”, coordenada pelo Rotary Club de Goiânia, com o apoio do Rotary Club de Goiânia-Oeste, Rotary Club de Goiânia-Sul, Rotary Club de Goiânia-Rio Araguaia, Rotary Club de Aparecida de Goiânia e Rotary Club de Bela Vista, o Hospital de Câncer Araújo Jorge recebeu hoje, por meio da Associação de Combate ao Câncer em Goiás, a doação de cinco mil máscaras reutilizáveis, cinco mil luvas de látex, quinhentos litros de álcool em gel e quatrocentos protetores faciais. O projeto busca atuar na prevenção e no combate à expansão do coronavírus, sobretudo entre os profissionais da linha de frente da saúde e da segurança, e já distribuiu, em Goiânia e Região Metropolitana, mais de dezoito mil máscaras, quinze mil luvas, mil e quinhentos litros de álcool em gel e diversos protetores faciais, subvencionado pelo DISTRITO 4770 e por empresas como a ACORE ESTAMPARIA DIGITAL, SAGRADALABS, MAIS AVIAMENTOS e DELLO INDÚSTRIA E COMÉRCIO. De acordo com o presidente do Rotary Club de Goiânia, Fábio Velasco de Azevedo Fayad, as instituições beneficiadas foram criteriosamente escolhidas. Em especial o Hospital de Câncer Araújo Jorge, que desde a sua fundação, em 1956, conta com a parceria do Rotary, e é referência no tratamento do câncer no Centro-Oeste. O presidente ressaltou, também, a constante preocupação com o setor de pediatria do Hospital, que motivou a confecção de máscaras infantis para os internos. Representando a municipalidade, o vereador rotariano Anselmo Pereira parabenizou as instituições envolvidas, destacando a importância do papel exercido pelo Rotary, em Goiânia, durante a pandemia instalada, e registrou o seu orgulho de fazer parte de uma instituição internacional que está entre as que mais estão ajudando a superar o momento atual, em todo o mundo. Já o ex-presidente do Rotary Club de Goiânia, e atual tesoureiro, Renato Pedreiro Miguel, relembrou o lema “Dar de Si Antes de Pensar em Si” como regra norteadora das ações rotárias. Pela Associação de Combate ao Câncer em Goiás, Jéssica Gonçalves falou da importância e das necessidades da Instituição, agradecendo o contínuo apoio do Rotary Club de Goiânia, um dos mais assíduos parceiros do Hospital. Estiveram presentes, ainda, o presidente do Rotary Club de Goiânia-Sul, César Morandi, e a advogada Denise Miguel.  

Em 20/05/2020 por Rotary Club de Goiânia

Rotary Club De Uberaba Santa Rosa - ações continuadas em favor da sociedade uberabense

Histórias de vida escritas e contadas de várias formas, vividas com intensidade ou apenas vividas. A nossa será escrita de forma saudável e positiva, onde nossos filhos, netos e demais gerações terão orgulho de escutar e contarem também. Já temos em nosso histórico o prazer de escrever nesse tal livro que somos parte do primeiro Club rural do mundo, e que esse recém nascido club entregou a pouco 1 tonelada de alimentos na zona rural devido a crise instalada pelo COVID-19, e no dia 14 de maio de 2020 em mais essa linda parceria e união dos(as) companheiros(as) rotarianos(as), o club entregou mais de 100kg de Gelatina ao Hospital Hélio Angotti em Uberaba. Sob a gestão do Presidente Edmur Teodoro Leite, nosso club vem trazendo um pouco de alívio para as pessoas necesitadas, atuamos na zona rural mais não exitamos em atender prontamente a esse pedido do hospital do câncer, que nesse momento de pandemia vem sofrendo muito com a falta de verbas (repasses) e doações, e por desenvolver esse trabalho tão importante atendendo pacientes da nossa cidade e mais 26 municípios. A instituição estava na ocasião solicitanto a  glatina por ser um alimento fundamental e as vezes o único que pessoas em estado avançado dessa doença conseguem se alimentar, e com esse olhar atento, disposição e iniciativa, o Rotary Club de Uberaba Santa Rosa pode desenvolver esse projeto de forma muito positiva e estará sempre pronto para auxiliar às pessoas menos favorecidade e necessitas. Sem mais, agradecemos a todos.

Em 20/05/2020 por Rotary Club de Uberaba - Santa Rosa

Reuniões Terças-Feiras | 20:00
Rua Conselheiro Rufino,914 Cep: 38730-000